Carlos Santos Carretero
Veja as opiniões de outros alunos sobre 0
"Es muy fácil poder aprender con este método tan didáctico.
Las explicaciones del profesor son excelentes, haciendo de un curso difícil algo fácil, ameno y sencillo de entender.
"
"Los cursos están bien diseñados: Los profesores saben transmitir sus conocimientos e infundir confianza para investigar por cuenta propia. Además, hay material extra que permite ampliar la visión de la cultura judía."
"Fue una gran experiencia el estudio en las distintas materias, por la calidad de la enseñanza y el trato amable de los profesores. La atención al estudiante en sus distintas áreas es de primer nivel."

Carlos Santos Carretero

Professor de Hebraico Bíblico e dos cursos "Contexto Judaico do Novo Testamento" e "Descobrindo a Bíblia Hebraica"

Um pouco sobre mim

“O segredo para estudar a Bíblia é deixar todos os preconceitos e preconcepções de lado”. Carlos Santos é um professor de Hebraico Bíblico e palestrante nos cursos “Contexto Judaico do Novo Testamento” e “Descobrindo a Bíblia Hebraica”. O objetivo do Carlos é continuar aprendendo e compartilhar seus conhecimentos com pessoas interessadas em estudar a Bíblia e aprender sobre essa cultura fascinante.

Educação

O Carlos é doutor em Estudos Bíblicos e Filologia Hebraica pela Universidade de Salamanca. O foco da sua pesquisa foi a literatura apocalíptica judaica e o misticismo de Hekalot. Ele é formado em Filologia Árabe e mestre em Espanhol para Estrangeiros pela Universidade de Salamanca.

Experiência profissional

Durante os últimos anos de doutorado, Carlos trabalhou como professor na Universidade de Salamanca e como examinador de Espanhol para Estrangeiros nos “cursos internacionais para preparação e correção dos exames DELE”. O Carlos participou de congressos, seminários e simpósios de diferentes universidades espanholas (Extremadura, Murcia, Salamanca, Alicante), sociedades pedagógicas como a AEEHJ (Associação Espanhola de Estudos Hebraicos e Judaicos), EABS (Associação Europeia de Estudos Bíblicos) e outras instituições como o Instituto Darom. O principal assunto foi a literatura apocalíptica judaica e sua relação com o misticismo.